x

Simulador de financiamento


1
2
3
4
5

Selecione a sua região

Selecione a sua cidade

Construtora cria vantagens para produtores rurais

De olho nas boas oportunidades de mercado, mesmo em meio ao cenário atual, a Prestes Construtora e Incorporadora acaba de lançar um plano com facilidades e benefícios para investimento imobiliário voltado ao agronegócio. Em fevereiro, os dados divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) apontou um crescimento de 1,2% no Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio no Brasil. No resultado do acumulado do ano, a elevação foi de 2,42%. Com o mercado favorável para o setor, a incorporadora quer incentivar a categoria agrícola e pessoas ligadas ao setor a investir seu capital em imóveis, já que, não é de hoje que esse ativo é considerado um bom potencial de rendimento.  Para o superintendente comercial da Prestes, Marcelo Alves, investir em um imóvel sempre foi uma boa opção, e em tempos de crise é uma alternativa para proteger seus recursos financeiros. “Esse ativo é uma combinação de segurança e valorização. Nossos empreendimentos são novos, é uma ótima oportunidade de investimento e por ser classificada na primeira moradia tem uma liquidez muito grande, o que aumenta a rentabilidade tanto para locação quanto para a revenda”.

O plano consiste em pagamentos de três parcelas, sendo a primeira no ato da compra, a segunda em maio de 2021, finalizando com o terceiro balão em 2022. Em linhas gerais, a entrada é de 20%, seguida de balões de 40% cada. O plano vale para todos os empreendimentos da construtora, que oferece também dentro do programa descontos que podem chegam a 20% sobre o valor da primeira parcela. “O período de pagamento corresponde ao período da supersafra, o que facilita o investimento por parte do produtor agrícola. Os planos estão bem sintéticos, e é importante ressaltar que dentro desse programa não há correção, ou seja, é um plano que vale muito a pena investir”. O superintendente explica ainda que, embora o plano seja voltado ao setor agrícola, qualquer pessoa pode investir e aproveitar a oportunidade de negócio. “Isso porque essa negociação é feita diretamente com a construtora e não com as instituições financeiras. Então, por exemplo, numa compra de um imóvel de R$ 150 mil, o cliente dá uma entrada de R$ 30 mil e o saldo divide nos balões anuais”, destaca.