minha casa minha vida
imagem de background

Minha Casa Minha Vida com a Prestes

Com vantagens especiais para facilitar o financiamento da casa própria, o MCMV já beneficiou mais de 5,5 milhões de famílias em todo Brasil.

Agora chegou a sua vez de realizar o seu sonho com a Prestes:

  • Entrega Garantida: Mais de 3800 mil chaves entregues nos últimos 48 meses;
  • Confiança: há 11 anos no mercado com mais de 5000 clientes em mais de 8 cidades do Paraná;
  • Qualidade Absoluta: produtos e fornecedores de qualidade reconhecida em condomínios com paisagismo e lazer para uma excelente qualidade de vida dos moradores;
  • Reconhecimento: somos premiados pela ADEMI como maior incorporadora do Paraná em 2018;;

Confira os melhores imóveis Minha Casa Minha Vida

Quer saber tudo sobre como financiar um imóvel pelo MCMV?

Preencha o formulário ao lado e receba gratuitamente o nosso eBook!

ebook imagem

Passo a passo para comprar seu imóvel

Simule agora - Grátis

Preencha todos os dados para que um de nossos corretores possa entrar em contato

*Campos obrigatórios


Fique tranquilo, suas informações estarão seguras conosco. Nós prometemos não utilizar para enviar quaisquer tipo de SPAM.

Perguntas Frequentes

O programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) é uma iniciativa do Governo Federal para viabilizar a aquisição da casa própria através de financiamentos acessíveis. Implementado em 2009, desde então, já entregou mais de 5,5 milhões de moradias.


Pessoas com renda bruta familiar de até R$ 9 mil que estão em busca do primeiro imóvel próprio.


O programa Minha Casa Minha Vida é a melhor opção de financiamento de imóvel pelos seus juros baixos, flexibilidade de parcelas e, em alguns casos, subsídio do Governo. O cidadão pode adquirir um imóvel novo ou usado, em centros urbanos ou áreas rurais, em construção ou já pronto, e tudo isso sem ter que apertar o orçamento. Além disso, a consultoria especializada da Prestes é ponto-chave na hora de escolher o imóvel que é a sua cara e cabe no bolso.


  • Ter mais de 18 anos;
  • Trabalho com carteira assinada por, no mínimo, 3 anos;
  • Residir ou trabalhar há um ano no mesmo município que o imóvel pretendido;
  • Não possuir nenhum outro imóvel no nome do comprador;
  • A prestação do financiamento não pode comprometer mais do que 30% da renda familiar mensal;
  • O imóvel não pode ser utilizado para fins comerciais;
  • É necessário comprovação de renda (formal, informal ou combinada).


O programa é dividido em faixas, na qual cada uma corresponde a rendas familiares distintas e o modo de inscrição irá variar de acordo com a sua colocação. Aqueles que possuem renda familiar mensal de até R$ 1.800, portanto, faixa 1 do programa, devem realizar o cadastro do MCMV na prefeitura da sua cidade.

Já quem tem renda familiar mensal entre R$ 1.800 e R$ 9 mil, pode fazer a inscrição no programa diretamente nos bancos, com o auxílio e consultoria da Prestes. Após isso, a instituição financeira irá analisar os seus dados e apresentar as condições de financiamento.


O grande momento de assinar o contrato do imóvel acontece quando a documentação é aprovada e validada pelo banco escolhido e o contrato com a Prestes é fechado.


A Prestes oferece uma consultoria especializada e personalizada, levando em consideração as particularidades de cada cliente. Dessa forma, se tem a garantia de estar adquirindo o melhor imóvel de acordo com as suas condições. Além disso, os imóveis da Prestes têm como prioridade a qualidade de vida e bem estar de seus moradores, por isso existe um grande investindo em boa infraestrutura.


As taxas de juros cobradas irão variar de acordo com a faixa que você se encontra. Quem está na faixa 1 e 2, os juros serão de 5% ao ano. Para quem está na faixa 3, eles podem chegar até 9% ao ano.


Sim! É possível utilizar o FGTS para dar entrada no financiamento, na quitação de parcelas ou para reduzir o saldo devedor. Para isso, é necessário:

  • Ter, ao menos, 3 anos trabalhando sob o regime FGTS (podendo ser em empresas diferentes);
  • Não possuir qualquer financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
  • Não já ter utilizado o FGTS para adquirir um imóvel ou no abatimento do saldo devedor dos últimos 5 anos.

Sim e não. Quem está nas faixas 1 e 1,5 do Minha Casa Minha Vida, é possível participar do programa mesmo com o CPF negativado (ou o popular “nome sujo”). Isso acontece porque nessa classificação não é feita análise de crédito.

Já nas demais faixas, o banco realiza uma análise do perfil do comprador e o risco do financiamento ser negado é grande para quem possui CPF negativado.


Ter um veículo financiado não atrapalha no momento de tentar o financiamento de um imóvel caso as duas parcelas caibam no seu orçamento. No entanto, caso existam parcelas em atraso no pagamento do carro e o score for baixo, se torna mais difícil que o banco libere um novo financiamento.


O valor do score é baseado em algumas variáveis do comprador, como: idade, endereço, CPF, histórico de crédito, renda, dívidas anteriores, pagamentos feitos depois do vencimento etc. Essa pontuação é disponibilizada pelo Serasa Score e Boa Vista SCPC.