x

Simulador de financiamento


1
2
3
4
5

Selecione a sua região

Selecione a sua cidade

Investimento em imóveis vale a pena? O que você precisa saber!

Fazer ou não um investimento em imóveis? Essa é uma dúvida recorrente entre a maioria dos brasileiros.

Até porque, sair do aluguel e realizar o sonho da casa própria ainda é o objetivo de grande parte da população no Brasil.

De acordo com o levantamento do Programa das Nações Unidas, em 2016, quase 33 milhões de brasileiros ainda não possuíam a casa própria.

 

Nesse sentido, diferentes tipos de crédito imobiliário, como o Minha Casa Minha Vida (MCMV), tem sido o principal instrumento utilizado pelo brasileiro para alcançar esse objetivo.

Por outro lado, consumidores e investidores retomam o otimismo acerca do segmento, que passou por um longo período em baixa, devido a crise econômica.  

As projeções atuais são promissoras e animam os compradores.

É o que apontam especialistas diante da queda de taxas de juros como a Selic (que é a principal da economia). Atualmente se encontra em 5,5%. 

Esse é um dos principais fatores que ajudou a alavancar o número de investidores no segmento, de acordo com Gilson Finkelsztain, presidente da Bolsa de Valores Oficial do Brasil, a B3. 

Mesmo assim, ainda resta a dúvida: investimento em imóveis vale a pena

Para te ajudar a tomar tal decisão, fizemos esse artigo, que irá abordar os seguintes tópicos:

  • como está o mercado imobiliário brasileiro atualmente e quais as tendências para o futuro?;
  • quando é o momento certo de investir para imóveis?
  • quais as vantagens e as desvantagens do investimento em imóveis?;
  • 4 dicas infalíveis de como investir em imóveis: o que levar em consideração?;

Confira!

Como está o mercado imobiliário brasileiro e quais as tendências para os próximos anos?

O mercado imobiliário brasileiro vive o início de um novo ciclo de expansão. É o que afirmam os especialistas do segmento diante da: queda dos juros, novos lançamentos e vendas imobiliárias, aumento de incentivos para programas habitacionais, nova onda de otimismo.

 

Entenda!

#1 Queda das taxas de juros 

Desde o início de 2019, inúmeras taxas de juros tiveram reduções.

O exemplo mais recente é a diminuição de 0,5% da Selic, corte que impactou diretamente o mercado imobiliário.

Assim, a expectativa para os próximos meses é que os bancos e outros agentes financeiros, repassem cada vez mais a queda dessas taxas para quem está disposto a financiar um imóvel

Há poucos meses também foi anunciado um novo crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal.

 

eBook gratuito: Tudo o que você precisa saber antes da compra do seu primeiro imóvel

 

 

#2 Novos lançamentos imobiliários em todo país 

Em todo o Brasil, o número de lançamentos imobiliários cresceu cerca de 11,8%, no segundo trimestre de 2019 em comparação com o mesmo período em 2018, de acordo com dados do Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Essa porcentagem é equivalente a 30.607 novas unidades.

Assim, esse crescimento contribuiu com o aumento de fechamento de vendas de imóveis, que subiu em 16%, chegando a 32.813 unidades – em relação à mesma época.

Acompanhe esse crescimento em cada região do Brasil, no gráfico abaixo: 

 

 

Fonte: CBIC

 

 

De fato é possível perceber que o investimento em imóveis no Brasil cresceu bastante nos últimos meses.

Assim, com um número maior de vendas do que lançamentos, o estoque imobiliário (que é considerado imóveis na planta, que estão em obras ou são recém-construídos) diminuiu em  8,7%. 

Isso é animador tanto para as construtoras, incorporadoras, quanto para quem pensa em fazer um investimento em imóveis nos próximos meses.

#3 Aumento de incentivos fiscais e investimento em programas de financiamento imobiliário

Outro fator que tem impactado profundamente não apenas o presente do mercado imobiliário brasileiro como também seu futuro, é o aumento do incentivo fiscal dado tanto pelo governo, quanto pela iniciativa privada.

Um exemplo dessa projeção é a criação de um novo programa habitacional para 2020, que pode garantir uma verba de R$ 450 milhões, segundo o deputado Domingos Neto (PSD).   .  

Além disso, existem outros estímulos destinados para diferentes tipos de financiamento imobiliário, como o programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV). 

A expectativa é que ele passe por uma ampliação ainda em 2019 e em 2020. Isso possibilitará que mais núcleos com renda familiar baixa e média possam integrar o programa.

#4 Otimismo e bons ares entre investidores e consumidores 

É inegável que a economia está dando sinais de melhora, o que tem ajudado a aumentar o poder de compra da população, circulando dinheiro novamente na praça.  

Assim, diante de um cenário com juros baixos e com o retorno do crescimento da especulação imobiliária é perceptível que uma onda de otimismo tem tomado conta de investidores e compradores.

Quando é o momento certo de investir para imóveis?

A conjuntura atual da economia brasileira tem se mostrado muito propícia para quem deseja fazer investimentos em imóveis

Para isso, você precisa antes estar atento às suas finanças e contar com um planejamento muito bem estruturado acerca desse tipo de investimento.

Assim, você vai conseguir identificar se qual é o momento ideal para fazer um investimento em imóveis.

Para isso, coloque na balança seus prós e contras:

Investimento em imóveis: vantagens e desvantagens

Quem deseja fazer investimento em imóveis precisa avaliar algumas vantagens e desvantagens dessa empreitada para ter certeza que vale a pena:

Vantagens 

Segurança e estabilidade financeira  

O investimento em imóveis é uma maneira muito segura de garantir uma fonte de renda passiva para toda vida.  

Afinal, depois de quitar o imóvel, uma opção muito interessante é alugar esse empreendimento e continuar investindo na aquisição de outros.

Assim, seu investimento inicial continuará sendo amortizado ao longo do tempo. De fato, investir em imóveis para alugar é um bom negócio!

Constituição de patrimônio e bom retorno

Outro fator positivo do investimento em imóveis é a possibilidade de constituir e aumentar seu patrimônio.

Afinal de contas, adquirir uma casa, apartamento ou terreno é um meio seguro de gerar e contribuir para o crescimento de sua renda.

Desse modo, quando o imóvel for quitado e você colocá-lo para alugar, a renda gerada a partir da locação será suficiente para compensar o pagamento de parcelas, taxas, impostos e outras despesas de aquisições futuras.

Alta Liquidez e benefícios fiscais

Quem decide fazer investimento imobiliário conta com o fator da valorização da especulação imobiliária, que é cíclica e constante.

Vale ressaltar que quando o imóvel for vendido, você pode contar com a vantagem do mercado de locação de residências possuir contratos de curta duração em relação aos comerciais.

Assim, no final de cada contrato, você pode reajustar esses valores de acordo com a inflação e também com a valorização do empreendimento. 

Além disso, existem inúmeros benefícios fiscais e tipos de crédito imobiliário que são disponibilizados pelo governo e por agentes financeiros, como Minha Casa Minha Vida, dentre outros.

Investimento com ótimo retorno   

No final das contas, o investimento em imóveis traz um ótimo retorno não apenas econômico, mas também, em relação à sua renda, estabilidade financeira, o que pode te ajudar.

Vale destacar que o segmento imobiliário oferece bons retornos para o mercado e não oferece muita volatilidade.

Desse modo, um benefício fundamental do investimento em imóveis é o seu grande potencial de gerar renda, principalmente a longo prazo, conforme o financiamento for sendo pago. 

Desvantagens 

Custos com aquisição

Para possuir um imóvel você precisa antes arcar com os custos de sua aquisição. Até porque existem algumas taxas de juros que envolvem esse tipo de empreendimento.

A boa notícia é que a tendência é que essas taxas continuem diminuindo nos próximos anos, como já vimos.  

Correr riscos

Diferentes tipos de investimento envolvem correr riscos. Essa é uma questão básica da economia.

Isso faz parte da natureza do empreendedorismo e, portanto, é preciso estar preparado para lidar com contratempos, adversidades ou qualquer tipo de imprevisto de por casas a venda.

Agora que você viu alguns prós e contras, confira dicas infalíveis e quais fatores considerar  para fazer um bom investimento em imóveis.

Dicas infalíveis para fazer um bom investimento em imóveis

Confira a seguir algumas dicas de mestre e o que considerar para ter bons resultados no seu investimento em imóveis:

#1 Pense dez anos a sua frente 

Avalie o investimento a longo prazo. Antes de adquirir um imóvel, verifique:

  • se a região é bem localizada e possui um histórico de valorização, 
  • se há perspectivas de urbanização – que contribui com o crescimento da sua importância;
  • se o valor pedido pelo imóvel está abaixo da inflação vigente;
  • se existe alguma margem para sua valorização;  

Esses são fatores que valem a pena considerar para fazer um investimento em imóveis de forma consciente e bem planejada.

#2 Em qual estágio está o empreendimento

Cada estágio de um imóvel tem suas peculiaridades na negociação. 

Portanto, na hora de pensar em fazer um investimento em algum fundo imobiliário,  você precisa conhecer a fundo cada detalhe que permeia essa negociação.

Basicamente são três  tipos de estágio nos quais você pode adquirir um imóvel: na planta, em construção ou imóvel novo.

  • Na planta: normalmente é parcelado durante sua construção. Os valores das parcelas costumam ser alterados de acordo com o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). 

 

Nesse tipo de investimento, é comum que incorporadoras e construtoras ofereçam algum tipo de desconto, em caso de pagamento adiantado.  

 

  • imóveis em construção: nesse caso, vale acompanhar o andamento das obras e estar em contato com a incorporadora com a qual você está fazendo negócio. 

 

É interessante também conferir se tudo segue de acordo com o cronograma e com o que foi prometido na planta. 

 

  • imóveis recém-construídos: imóveis novos tem a vantagem de serem ainda mais atraentes para futuros compradores e investidores. 

 

Afinal, um novo empreendimento se apresenta como uma grande oportunidade de movimentação no segmento.

#3 Seus objetivos 

Quais são as suas metas e objetivos para o futuro? O que você deseja com o investimento em imóveis

Você precisa ter isso muito definido em mente, pois seus objetivos serão sua bússola na hora de pensar quais estratégias tomar e como encaminhar suas negociações.

Portanto, faça uma planilha ou entre em contato com profissionais do ramo ou instituições que possam sanar suas dúvidas e te ajudar nessa empreitada.

#4 Com quem você fecha negócio?

Antes de pensar em qualquer tipo de investimento em imóveis, vale a pena fazer uma pesquisa bem atenta acerca da experiência e idoneidade da construtora ou incorporadora com a qual você vai fazer negócio.

Afinal, esse é um grande momento para sua vida, então é melhor evitar transtornos ou desgastes.

Afinal, fazer investimento em imóveis vale a pena? 

Todos os fatores socioeconômicos estão favoráveis para quem deseja fazer um investimento em imóveis. 

Mas, para valer a pena, você precisa fechar negócio com uma instituição que seja confiável e tenha empreendimentos realmente diferenciados, como a Prestes.

A Prestes é uma construtora que tem autoridade de mercado e desde 2009 entrega imóveis de alta performance.

Tudo isso com valores acessíveis e modalidades de financiamento que torna o sonho da casa própria ainda mais possível.

Por isso na hora de fazer um investimento em imóveis, fale com a gente. Teremos o maior prazer em contribuir com o seu sucesso!