x

Simulador de financiamento


1
2
3
4
5

Selecione a sua região

Selecione a sua cidade

Guia do passo a passo para morar sozinho

Morar sozinho pode parecer desafiador, mas se é o seu sonho, não tem nada que te impeça de conquistá-lo com um bom planejamento e investimentos que valem a pena. A qualidade de vida que você tanto busca pode ser alcançada se focar no quão gratificante é tomar decisões e fazer escolhas do seu jeito. Para ter um apartamento próprio, é necessário um passo de cada vez.

São muitas decisões para serem tomadas, e critérios a serem considerados, portanto criamos um guia completo com o passo a passo de tudo que precisa saber para morar sozinho, finalmente. 

  1. Planejamento;
  2. Pesquisa;
  3. Compra;
  4. Mudança;
  5. Mobília.

1. Planejamento – Financeiro e organizacional

Acreditamos que a vida deva ser aproveitada com qualidade, e burocracias complicadas não combinam muito bem com essa ideia, certo? Ao escolher seu apartamento próprio, esteja preparado para realizar seus investimentos com empresas de confiança. 

Já ouviu falar das regras de planejamento? Para tomada de decisões na vida, 80% de planejamento e 20% de execução poupam muito estresse quando se trata de processos burocráticos e imprevistos. 

Enquanto para a organização financeira, a regra 50/30/20 se trata de direcionar metade da sua renda para gastos fixos e essenciais, 30% para qualidade de vida e 20% para realizar seus sonhos. É apenas uma proporção simbólica, que serve para te dar um norte quanto às prioridades do seu dinheiro.

Vamos te ajudar com a criação do seu planejamento, com 3 dicas:

  • Não comece uma nova vida com as pendências da antiga

Quite suas faturas e empréstimos previstos até o período que deseja realmente fazer uma “virada de chave” para a nova vida. Não se esqueça que financiar um apartamento exige um valor de entrada, então para não se afogar com a gestão das suas finanças, pague todas as contas pendentes. 

  • Investigue a região que pretende morar e seus custos 

Mercado, farmácia, hospital, padaria, banco, empresas prestadoras de serviço, lazer, delegacia, posto de gasolina, etc. Considere sua rotina ao escolher um apartamento próprio. É interessante que investigue quais estabelecimentos na região aceitam pagamento com cashback, ou vales, para ter uma economia mensal a mais.

  • Faça previsões de reajustes também

Não é possível saber exatamente quanto você irá desembolsar em reajustes e gastos variáveis, mas a reserva de emergência não serve somente para imprevistos que estejam longe do radar. Considerar guardar para consumos que, mesmo previstos, podem aumentar por algum motivo (seja a nível nacional ou pessoal), é muito importante.

2. Pesquisa – A escolha do imóvel ideal

Escolher o imóvel ideal é mais fácil do que parece. Sua prioridade deve ser escolher um condomínio que esteja próximo de comércios essenciais, como mercados, farmácias, padarias, postos de gasolina, etc. 

Agora a questão é: como escolher um imóvel ideal? Depende do seu preparo para a mudança.

Estou pronto para escolher meu novo apartamento

Considerando todos os requisitos que precisa para começar uma nova vida morando sozinho, financiar um imóvel pronto, com variedade de áreas úteis é a melhor escolha. 

Quando você mora em um condomínio que tem diversas áreas para socialização, receber seus amigos é ainda mais gratificante, pelo conforto de estarem seguros em um ambiente preparado para se divertirem tanto os adultos com salões de jogos, de festas e churrasqueira, quanto crianças com playgrounds.

Áreas esportivas, como quadras e academia, te ajudam a economizar com mensalidades ou locomoção, já que está a um elevador de distância da sua atividade física favorita.

No caso do condomínio Vittace, em Guarapuava, por exemplo, há redários para os moradores descansarem ao ar livre. Todos nós sabemos os impactos do isolamento social, então essa é  uma ótima opção para espairecer em ambientes diferentes, como ler um bom livro.

Ainda estou planejando a mudança

Se você ainda precisa se organizar mais, para ter uma mudança tranquila, não precisa perder oportunidades enquanto isso: pode comprar um imóvel ainda em obras. Principalmente se a mudança for de cidade, pois precisa conhecê-la melhor, assim como a região do condomínio. Imóveis na planta tendem a ser um investimento menor, mas com a mesma oferta de áreas de lazer e socialização. 

Lembra que falamos um pouco sobre como é importante economizar dinheiro em processos burocráticos, para investir em qualidade de vida? Priorize imóveis que tenham uma condição de financiamento, como o “Minha Casa, Minha Vida e SPBE”, por exemplo. 

3. Compra – Invista com consciência

Para investir em um novo apartamento, deve considerar economia e praticidade. Existem várias formas de financiar um imóvel, mas as 3 principais que recomendamos são: Sistema Financeiro de Habitação, Sistema de Financiamento Imobiliário e direto com a construtora. Quanto maior for a entrada que você der em um financiamento, menor será a taxa de juros do saldo devedor. Se quiser entender como fazer uma compra consciente, confira todos os detalhes clicando aqui.

4. Mudança – Adiante os detalhes com organização pessoal

A mudança de um imóvel para o outro pode ser complicada, principalmente quanto às pendências do antigo apartamento. Vistoria, pintura, transferência de titularidade das contas, todos os processos de entrega precisam ser cumpridos dentro de um prazo depois da solicitação. Para não se perder, escrevemos tudo que é necessário para a sua mudança em outro blog post. Com essas orientações, você economiza também em possíveis dores de cabeça.

5. Mobília – Defina prioridades

Móveis prontos ou planejados?

Uma das dúvidas que mais surgem quanto às necessidades de morar sozinho é o conflito entre investir em móveis planejados ou prontos, e a resposta, em resumo, é: móveis essenciais planejados, mas móveis decorativos prontos, para te dar a liberdade de possíveis mudanças. 

Ao investir em armários planejados, por exemplo, você tem como maior vantagem a otimização de espaços, pois ao criar o projeto consegue otimizar a dinâmica de organização da forma que quiser. Isso é muito importante para não precisar de outros móveis para guardar os mais variados objetos.

A área de serviço é um dos cômodos que mais se beneficia de mobília sob medida, já que pode ser difícil manter esse ambiente organizado, com tantos utensílios que guardamos por lá. 

Outros móveis com potencial decorativo (como mesa, cadeiras, escrivaninha, cabeceira e afins) convém serem prontos, assim você tem a liberdade de futuramente alterar espaços como quiser. Além disso, nada te impede de encomendar móveis quando quiser um projeto personalizado.

Decoração pode esperar

Pequenos objetos decorativos dão um toque especial da sua personalidade nos ambientes, mas se for para sugerir uma ordem de prioridade para compras de mobília, recomendamos deixar os detalhes decorativos mais complexos por último, já que parcelas de pequenos valores podem incomodar nas finanças, pois acumulam e não deixam espaço para investir em facilidades no dia a dia, como eletrodomésticos modernos.

Eletrodomésticos para facilitar sua rotina 

Apartamento novo, vida nova. Então se quer perder menos tempo fazendo a manutenção de limpeza da casa, para aproveitar momentos sozinho ou com visitas, invista em eletrodomésticos modernos que façam o trabalho por você. Aspiradores de pó robô, ou seja, automáticos e sem fio, cuidam do piso enquanto panelas elétricas fazem a comida sem que você precise ficar de olho. 

Com mais tempo livre, consegue também aproveitar melhor as áreas de lazer que o condomínio oferece.

Ideias de eletrodomésticos:

  • Aspirador de pó robô – que aspira a casa sozinho
  • Airfryer – para fazer várias receitas rápidas por você
  • Panela elétrica – que desliga sozinha ao terminar de cozinhar
  • Máquina de lavar com função de secagem – para agilizar a rotina 

Se ainda tem alguma dúvida sobre o que precisa para morar sozinho, há mais posts no nosso blog que explicam com detalhes tudo que é necessário saber para comprar um apartamento novo.

Rate this post