x

Simulador de financiamento


1
2
3
4
5

Selecione a sua região

Selecione a sua cidade

7 dicas para quem deseja comprar o seu primeiro imóvel antes dos 30

A vida adulta é repleta de desafios, principalmente para quem deseja conquistar o seu primeiro imóvel antes dos 30 anos. Quando se pensa na compra de um apartamento, uma das primeiras coisas que vêm à mente é: como juntar dinheiro?

Saber como organizar as finanças é uma tarefa imprescindível para essa etapa, e o planejamento financeiro é um importante aliado durante esse processo.

Neste artigo, separamos 7 dicas essenciais para quem deseja poupar dinheiro e adquirir o seu primeiro imóvel antes dos 30. Boa leitura!

Qual a importância do planejamento financeiro para a compra do primeiro imóvel?

O planejamento financeiro é a primeira etapa na hora de pensar em como juntar dinheiro para comprar o seu primeiro imóvel. Por meio dele, é possível saber de onde vem e para onde vai o dinheiro que se ganha, como prever gastos e cortar despesas desnecessárias.

Pensar em planejar é também pensar em investir, seja para gerar novas fontes de renda ou para garantir um futuro mais estável para você por meio da compra do seu primeiro imóvel.

Uma parte essencial do planejamento é o agrupamento das contas. Dessa forma, é necessário registrar todos os gastos em uma planilha, o que facilita muito o controle e a visualização de para onde está indo o dinheiro.

7 dicas para quem deseja comprar o seu primeiro imóvel antes dos 30

Elaborar um planejamento assertivo envolve alguns passos essenciais. A seguir, confira como organizar as suas finanças para garantir a compra do seu primeiro imóvel. Veja:

1. Analise as suas finanças

Uma das primeiras etapas na hora de montar um planejamento financeiro é avaliar suas finanças.

Esse diagnóstico é essencial para definir onde o dinheiro deve ser deixado. Entretanto, a principal dúvida é: como fazer isso na prática?

É muito simples: para descobrir se seus ganhos estão sendo suficientes para cobrir as despesas, basta subtraí-los dos seus gastos. Ao final do cálculo, se você perceber que ficou no vermelho ou um pouco apertado, é um sinal de que precisa fazer algumas mudanças.

2. Elimine as suas dívidas

As dívidas geram muita preocupação; para eliminá-las, é preciso ter noção de quais são e qual a prioridade.

Para isso, é necessário listá-las, com valores, juros e prazos. Dê preferência a contas com valores maiores para evitar o temido efeito bola de neve – entre essas dívidas estão o rotativo de crédito e o cheque especial.

Após isso, é necessário que você entre em contato com seus credores para renegociar as dívidas. Entretanto, antes de efetuar o contato para negociação e acordos, saiba os valores exatos que está disposto a pagar, sempre dentro das suas possibilidades.

3. Estabeleça metas

Elaborar metas em curto e longo prazos é algo imprescindível para que você consiga efetuar a compra do seu primeiro imóvel antes dos 30.

Uma boa meta, por exemplo, é estabelecer uma economia na conta de luz atual, que você pode alcançar com a troca de aparelhos que consomem muito por outros, mais econômicos.

Com isso, estabelecendo as metas e pensando em planos de ação para executá-las, o planejamento financeiro se torna muito mais eficaz, além de trazer noções de educação financeira para você e, consequentemente, melhorar sua qualidade de vida.

4. Faça um levantamento de contas

Fazer um levantamento dos seus gastos é uma das primeiras etapas. Dessa forma, faça uma relação dos seus gastos: aluguel, luz, internet, cartão de crédito, mensalidades fixas, cursos etc.

Você pode organizar as suas contas em planilhas online, aplicativos de smartphone, no Excel ou mesmo com papel e caneta, marcando tudo em um caderno.

5. Gaste menos

Após realizar as etapas anteriores, você terá um panorama sobre as suas finanças, com isso, não será difícil identificar os pontos que devem ser reavaliados.

Fazendo essa parte, selecione os gastos dispensáveis e faça cortes. Para comprar o seu primeiro imóvel antes dos 30 anos, é preciso mudar alguns hábitos, lembre-se.

Além disso, qualquer gasto extra, por menor que seja, pode contribuir fortemente para o seu desequilíbrio financeiro.

6. Evite usar o cartão de crédito

O cartão de crédito traz inúmeros benefícios, entretanto também pode prejudicar a sua saúde financeira. Além disso, ter vários cartões pode influenciar para que você gaste mais do que ganha, comprometendo o orçamento para a compra do seu primeiro imóvel.

O ideal é que as suas compras sejam feitas à vista, seja de alimentos, roupas, produtos de limpeza etc.

7. Crie uma reserva para emergências

As reservas de emergência são extremamente úteis frente a situações inesperadas. Desemprego, acidentes e diversas outras adversidades podem acontecer.

Por isso, é indispensável que você guarde mensalmente uma quantia de dinheiro voltada para essas situações, a fim de que você não seja pego desprevenido.

Quais são as taxas cobradas na hora da compra do imóvel?

Pode parecer um pouco cedo, mas é muito importante que você se atente às taxas que serão cobradas na hora de comprar o seu primeiro imóvel, principalmente para que o seu planejamento financeiro seja eficaz e você não seja pego de surpresa.

Sendo assim, listamos abaixo as principais taxas cobradas na hora de comprar o apartamento. Confira.

  • Taxa ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis): o valor da taxa corresponde a 2% ou 3% do valor venal do imóvel. O pagamento do ITBI é pré-requisito para o registro da escritura do imóvel.
  • Registro do imóvel: o valor pago em cartório para o registro do imóvel varia conforme a região e custa, em média, o equivalente a 1% do valor da casa ou do apartamento.
  • Taxa INCC (Índice Nacional de Custo da Construção): essa taxa é calculada mensalmente e é utilizada para reajustar o preço final dos imóveis habitacionais em construção no país, sendo aplicada apenas para imóveis comprados na planta.
  • Juros de obra: encargo cobrado pelo agente financeiro desde a assinatura do contrato de financiamento, em tese, até a entrega das chaves do imóvel.
  • Corretagem: essa taxa é a forma de remuneração da prestação de serviços dos corretores de imóveis. É um percentual cobrado para cada operação de compra e venda realizada pelo corretor durante o trabalho dele em uma imobiliária.

Com essas informações sobre os encargos mais as dicas para elaborar um planejamento financeiro para a compra do primeiro imóvel antes dos 30, será muito mais fácil conquistar o seu apartamento.

Lembre-se: a compra de um imóvel é uma etapa muito importante e exige dedicação. Para mais informações, fale com um de nossos consultores.

Até a próxima!

Se você gostou deste artigo sobre como comprar o seu primeiro imóvel antes dos 30, confira outros títulos em nosso blog