x

Simulador de financiamento


1
2
3
4
5

Selecione a sua região

Selecione a sua cidade

Entenda como realizar o cadastro Minha Casa, Minha Vida e garantir a casa própria

Ter um imóvel próprio está nos planos da maior parte dos brasileiros. Quem não gostaria de sair do aluguel e ter a garantia da moradia própria? Ainda mais se vier acompanhada de boa localização e prestações que cabem no bolso.

No entanto, os altos valores podem ser um balde de água fria. Por isso, famílias de baixa renda podem recorrer ao cadastro Minha Casa Minha Vida.

Para conseguir realizar o cadastro, é preciso se enquadrar em alguns pré-requisitos, tais como limite de renda de R$ 1.800,00 e não ser beneficiário de nenhum outro programa de habitação social. 

O programa é uma solução para quem deseja sair do aluguel e ainda manter as contas dentro do orçamento.

Quer saber mais detalhes sobre o cadastro MCMV? Neste artigo contamos tudo a você! Confira.

Entenda o passo a passo para realizar o cadastro Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado com o intuito de reduzir o déficit habitacional no país e já entregou cerca de 4 milhões de moradias desde a sua criação, há 10 anos.

O público-alvo são, principalmente, pessoas de baixa renda. Nesses casos, o governo federal pode financiar o apartamento em até 80% do valor do imóvel e o proprietário terá até 360 meses (30 anos) para quitar o imóvel.

Contudo, para garantir parcelas que estejam dentro do orçamento, é obrigatório que o valor corresponda a até 30% da sua renda. A garantia do financiamento feito é o próprio imóvel adquirido.

Confira, a seguir, o passo a passo para realizar o cadastro Minha Casa Minha Vida!

Passo #1 Ter todos os requisitos

Para conseguir realizar o cadastro Minha Casa Minha Vida é preciso que a pessoa faça parte de alguns requisitos, são eles:

  • não ter casa própria ou outro financiamento de imóvel no seu nome;
  • não ter sido beneficiado com outro programa de habitação social do governo;
  • não utilizar o espaço para fins comerciais;
  • não fazer parte do Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT) ou do Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (CADIN);

Passo #2 Estar dentro da faixa 1

É um programa que possui 4 faixas nas quais as pessoas podem se encaixar. Essa classificação é feita pela renda familiar.

A faixa 1 corresponde às pessoas com renda familiar bruta de até R$ 1.800,00.

Quem possui renda familiar maior que esse valor, não pode realizar o cadastro, mas ainda pode fazer parte do programa. Se esse é o seu caso, verifique os requisitos para a sua faixa correspondente e entenda como se inscrever no Minha Casa Minha Vida.Aprenda como utilizar a sua renda familiar e entenda todos os passos para realizar Cadastro Minha Casa, Minha Vida

Passo #3 Separar os documentos necessários

Um dos maiores motivos para a desclassificação no programa é a ausência dos documentos certos. Como o cadastro Minha Casa Minha Vida é destinado para apenas um grupo de pessoas, é necessário comprovar que atende aos requisitos com alguns documentos.

Para que não haja imprevistos, tenha em mãos o documento original e uma cópia. Os documentos são os seguintes:

  • comprovação de renda feita (holerite/contracheque);
  • documentos de identificação (RG e CPF);
  • comprovação de estado civil (certidão de nascimento para solteiros, certidão de casamentos para quem é casado e certidão de casamento averbada para divorciados);
  • comprovante de residência atual;
  • declaração de contribuição do Imposto de Renda, se necessário

Para o caso de trabalhadores autônomos, a comprovação de renda deve ser feita com pró-labore ou extratos bancários da conta pessoa física.

ATENÇÃO: Caso você tenha a intenção de juntar a renda com alguém, seu (sua) cônjuge, por exemplo, devem ser apresentados os documentos de todos os envolvidos no processo.

Passo #4 Ir até a prefeitura

Finalmente chegou o grande momento! Se você está dentro de todos os requisitos e já está com os documentos em mãos, chegou a hora de ir até a prefeitura, a Secretaria da Habitação ou a alguma entidade organizadora realizar o cadastro Minha Casa Minha Vida. Essa inscrição precisa ser feita pessoalmente. 

Para saber o período de inscrição, fique atento às informações do seu município, já que elas se alteram de acordo com a localidade. Em alguns lugares, existe um período definido, já em outros, pode ser feito em qualquer período do ano.

Passo #5 Aguardar o resultado

Como, na maioria das vezes, o número de pessoas que procuram o cadastro Minha Casa Minha Vida é maior do que a quantidade de imóveis disponíveis, é feito um sorteio para definir os contemplados. Portanto, apenas fazer a inscrição não garante o financiamento do imóvel. 

Agora é só aguardar o resultado e torcer para ser aprovado!

Quais são os critérios de seleção utilizados para fazer parte do programa Minha Casa Minha Vida?

Os critérios de seleção são definidos a partir da Portaria do Ministério das Cidades, nº 163/2016. São eles:

  • famílias que morem em áreas consideradas de risco, insalubres ou pessoas desabrigadas (comprovado por declaração do Ente Público);
  • famílias em que mulheres são responsáveis pela unidade familiar (comprovado por autodeclaração);
  • famílias em que algum dos seus integrantes possua alguma deficiência (comprovado por laudo médico);
  • famílias que são inscritas no cadastro habitacional há mais de 3 anos;
  • famílias em condição de vulnerabilidade;
  • famílias com filhos com idade inferior a 18 anos (comprovado por documento de filiação);
  • famílias beneficiadas pelo Bolsa Família ou Benefício de Prestação Continuada.

Para determinar a ordem de prioridade, são escolhidos os inscritos que se enquadram na maior parte dos aspectos citados acima.

Grupo I aos candidatos que atendem de 4 a 6 dos aspectos acima, são destinadas 60% das unidades habitacionais;

Grupo II aos candidatos que atendem de 2 a 3 dos aspectos acima, são destinadas 25% das unidades habitacionais;

Grupo III aos candidatos que atendem 1 dos aspectos acima, são destinadas 15% das unidades habitacionais. 


Cotas

O programa conta com uma porcentagem de cotas para idosos e pessoas com algum tipo de deficiência comprovada por laudo.

Para idosos, é destinado 10% do volume total. Já para deficientes, é reservado 7%.

Agora, entenda como entrar no programa Minha Casa Minha Vida.

Cadastro aprovado! O que fazer agora?

O tão sonhado dia chegou e finalmente você terá um imóvel no seu nome. Quando a pessoa é selecionada, a Caixa Econômica Federal entra em contato convidando para uma reunião.

Na reunião, serão informadas as datas e os pré-requisitos para que o processo de financiamento seja iniciado, assim como o valor das parcelas e o tempo para quitação. Nessa etapa, será necessário ter outros documentos em mãos. São eles:

  • cadastro habitacional;
  • ficha de cadastro;
  • carteira de trabalho;
  • extrato do FGTS atualizado;
  • comprovante de residência. 

Depois de toda a documentação ter sido aprovada, a família ou a pessoa pode assinar o contrato e realizar a mudança para o imóvel se este já estiver construído e pronto para morar.

Como a Prestes vai ajudar você a realizar o sonho da casa própria

A Prestes é uma construtora que atua no mercado com foco em empreendimentos do programa Minha Casa Minha Vida.

Seu compromisso está em desenvolver moradias que oferecem qualidade de vida e bem- -estar aos seus moradores. Por isso, os apartamentos são pensados para ter conforto, boa localização e segurança a preços acessíveis.

A Prestes ainda oferece diversas opções de pagamento para que você possa realizar o sonho sem apertar o orçamento ou abrir mão de outros desejos. Acreditamos que com um pouco de planejamento e condições favoráveis, é possível alcançar a meta da casa própria.

Se você deseja ter boas opções de financiamento e casa de qualidade, entre em contato conosco!

Aproveite também para conferir estes outros artigos sobre o tema:

Até a próxima!

Prestes Imobiliária: por pessoas, para pessoas

Diferente, ousada e inovadora: assim é a Prestes Construtora, que atua no mercado desde 2009. Com a missão de gerar prosperidade e desenvolver comunidades felizes, ela desenvolve empreendimentos imobiliários que transformam sonhos em realidade.

Sua expertise está no programa Minha Casa Minha Vida. A empresa trabalha para se tornar a melhor e maior construtora do segmento no Paraná, mas sem se esquecer dos negócios voltados ao alto padrão. Seu compromisso está em promover a qualidade de vida e o bem-estar dos seus clientes e da comunidade, com ética e responsabilidade.