x

Simulador de financiamento


1
2
3
4
5

Selecione a sua região

Selecione a sua cidade

Cachorros e Gatos em apartamento: o que você precisa saber!

Para quem reside ou busca morar em apartamento, uma das grandes dúvidas é sobre poder, ou não, levar o pet. E é importante ter em mente que essa resposta vai depender muito do regimento interno de cada empreendimento. Entretanto, cada vez mais vemos as construtoras e incorporadoras, como a Prestes, investir em espaços destinados aos nossos amiguinhos de quatro patas, os famosos “espaços pet” ou “pet places”. 

Para quem está buscando esta liberdade e lazer para este membro tão importante da família, a primeira dica é conferir os empreendimentos da Prestes, espalhados por várias regiões para você encontrar o seu! 

E agora que você já consultou o regimento interno, que tal entender um pouco mais sobre as regras e recomendações para ter animais de estimação em apartamento? Confira!

1. Segurança em primeiro lugar!

Independente de você adquirir um imóvel térreo, em um baixo ou alto andar, a segurança dos pets precisa estar em primeiro lugar! Isso significa encontrar todas as situações de riscos para gatos e cachorros e buscar uma solução rápida e prática. 

Um exemplo são as janelas e sacadas! É ideal, antes de fazer a mudança para o imóvel novo ou de trazer o bichinho para casa, que seja colocada uma rede de segurança. 

A tela de segurança é obrigatória? 

Não! Hoje não há nenhuma lei imposta no Brasil para a obrigatoriedade da instalação de telas de seguranças. Entretanto, optar por ela é optar por mais segurança para sua família e seus animaizinhos. 

Afinal, a preocupação constante e o medo não podem ser parte da rotina. Por isso, vale a pena o investimento na proteção independente de treinar os bichinhos para não se aproximarem desses lugares. 

Quanto custa uma tela de proteção?

Essa informação varia de acordo com a quantidade de janelas e varandas de cada empreendimento, além da escolha do fornecedor e mão de obra para a instalação. 

Em média, a instalação do kit completo pode sair entre R$200 e R$400 reais, podendo aumentar o diminuir de acordo com os tamanhos e quantidades. 

Vale lembrar que é um investimento a longo prazo, que prioriza o bem-estar do seu bichinho!

2. Tenha definido o local das necessidades

Muitos donos de pets optam por treinar os bichinhos a fazer suas necessidades durante os passeios, mas e para os dias de chuva ou situações inesperadas? É importante, neste momento, garantir que seu amiguinho saiba onde pode ir, evitando sujar os móveis, tapetes, além do próprio piso. 

A dica aqui é tempo e paciência! Mas, claro, aliados com alguns itens que podem fazer a diferença no treinamento. 

Produtos repelentes são fortes aliados

Invista na compra de cheiros repelentes para necessidades! Vendidos em pet shops, custam a partir de R$8 e auxiliam o bichinho a entender que naquele espaço ele não pode ficar. Além disso, você pode optar por um cheirinho positivo, que indica e incentiva as necessidades onde é espirrado. 

Ah, mas não esqueça: se seu bichinho errar, brigar ou, até mesmo, agredir não são a solução! Apenas o redirecione para o espaço certo e, principalmente, quando ele acertar, o recompense com um biscoito ou um carinho. 

Invista em tapetes sustentáveis

Os tapetes descartáveis, além de produzirem um forte odor, também são responsáveis por um alto volume de lixo plástico. Pensando na sustentabilidade do planeta e, claro, no conforto da sua família, a dica é optar por tapetes laváveis ou plataformas com mangueiras dispensórias. 

Os tapetes laváveis são produzidos em tecido, sendo sua parte inferior composta por plástico e evitando que o líquido passe para o chão ou que o cheiro fique no ar. Assim, quando notar que o tapetinho já está cheio, basta segurar no tanque embaixo da água corrente e lavá-lo com detergente. Fica branquinho como novo e o melhor: dura meses!

Já a opção das plataformas laváveis pode ser envolta com grama sintética, para aquele pet que já está acostumado com as necessidades no passeio, ou com borracha. Na sua base, conta com uma mangueira que redireciona todo o líquido para um ralo. A parte legal, aqui, é que você tem a opção de “dar uma descarga”, evitando o mau odor. Para isso, basta jogar um copo de água com algumas gotinhas de sabão e pronto: o líquido elimina qualquer resquício de xixi da mangueira e ainda deixa um cheirinho gostoso no ar.

3. Passeios frequentes são indispensáveis!

Para quem deseja ter um animal de estimação em apartamento, os passeios tornam-se indispensáveis! Seu amiguinho precisa se esticar e gastar energia, então algumas voltas pela quadra, em um parque ou até mesmo em condomínio clube torna-se obrigatório.

Além disso, quanto mais frequentes os passeios, mais os bichinhos se acostumam a fazer as necessidades fora de casa, evitando aquele cheiro no ar dentro do apartamento.  

Um espaço que vem ganhando cada vez mais força, são os famosos “pet places”. Um cantinho dentro dos empreendimentos dedicado aos nossos amiguinhos de quatro patas. Dentro dessas grades, você pode tirar a coleira do seu bichinho e deixá-lo correr e brincar à vontade.

Vale o cuidado e atenção para não machucar outros bichinhos!

Além disso, pode ser um momento muito divertido entre sua família e o animal de estimação, já que este espaço costuma ser composto por vários brinquedos, passarelas e túneis. 

E aí, gostou das nossas dicas? Não esqueça que o porte do seu animal de estimação para apartamento precisa condizer com o regimento interno, sendo indicado, normalmente, cachorros e gatos de pequeno e médio porte apenas.  

Agora entre em contato com um dos corretores da Prestes e te ajudaremos a encontrar o empreendimento perfeito para seu melhor amigo deixar sua vida ainda mais alegre!

Rate this post